sábado, 31 de março de 2012


Porque raio consigo imaginar o Josh Hutcherson perfeitamente a cantar e a dançar isto?
Let's burn our dreams into the skyline 
Tatoo our sweat tears, forever you and I 
Hold your breath 'til we cause the sundown 
This is the moment 
Time is racing, slow it down

eles existem!!!!!


tonight ...

Hoje apetece-me gelado e o serão que tenho planeado seria perfeito para isso ... mas não posso.
A única solução é comprar um chocolate light e esperar esquecer o desejo de comer Ben & Jerry's.

tickets, tickets, tickets.

Qualquer dia não tenho mais espaço para os bilhetes/fotos/panfletos.
O azar é que não vendem quadros de cortiça maiores.

how to read the hunger games first book.

Basciamente foi assim ... apesar de a contagem de páginas não estar correcta em relação ao livro em português, mas dá para ter uma ideia.

nails #56


Cliché; "Romance"

summer paradise.


Definitivamente, a musica deste verão *.*

quinta-feira, 29 de março de 2012

nails #55


Bootie Babe; "Electric Lemon"

new stuff.

Até tenho medo de as usar de tão fofinhas que ficaram *.*

Inicialmente era apenas para fazer o mimo-gaio, mas depois de ver o filme, acrescentei mais uma coisita.

it's black, it's white ...

Eu não sou nenhuma perita na matéria.
Aliás, eu apenas li o primeiro livro e vi o filme, mas está bastante óbvio no livro que a Rue não é nenhum copinho de leite ...

hello summer ... ups, i mean, spring!

Está um calor digno de um dia de verão.
Estou mesmo a ver que este ano vai ser como 2011 ... verão na primavera e quando for altura de calor vai estar frio e enevoado.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Convenhamos que o rapaz não é nenhum Travis Fimmel, mas é tãooooo fofinho!

may the odds be ever in your favor.

Preciso de roupa nova, não por vaidade, mas porque a minha adorada roupa me está larga.
As calças ainda dá para disfarçar ... um cinto e o problema está resolvido, apesar de parecer um daqueles gangsters com as calças a cair pelos joelhos (ya, é uma imagem um pouco exagerada, mas dá para perceber).
No que diz respeito a camisolas e t-shirts, o caso muda de figura. Fico a nadar nas minhas antigas roupas e acaba por ser frustrante olhar para mim com aquelas roupas, porque parece que o meu corpo não mudou.
Depois de pensar muito se deveria ir ás comprar ou não, acabei por decidir que não. Eu gostava, mas definitivamente, não.
A roupa, como tudo o resto, está caro e neste momento não me posso dar a esse luxo, por isso, vou mandar apertar as minhas t-shirts e afins ... quer dizer, eu continuo a gostar delas e elas estão boas.
Mas não resisti e mandei vir isto;
Não me lembro da última vez que usei um L ... já para não falar que nunca andei com roupa alusiva a algo, a não ser que a mandasse fazer, porque nunca tinha um tamanho que me servisse.
Podia facilmente fazer umas camisolas iguais a estas, mas fui vaidosa e agora que posso usar este tipo de roupa, quero aproveitar ... nem que seja apenas um bocadinho.

new things ...

Hoje, finalmente, chegou a minha querida encomenda.
Já me estava a passar porque ela devia de ter chegado na Segunda Feira.
Anyway ... novos produtos para a loja online.
O chapéu já tinha chegado, por isso já está meio adiantado ... a sô dona Sofia meteu-me ideias na cabeça sobre um evil plan (que de malvado não tem nada) e eu não consegui resistir e comecei a personalização.
Depois, ainda mandei vir uns sacos/mochilas, uma t-shirt e uma camisola.
Já fiz imensas camisolas e t-shirts, mas estas são um bocadinho diferentes.

eu vou ser uma péssima mãe.

Ontem lá fui ao cinema com a minha prima e uma amiga dela.
Tenho a dizer que ela é uma rapariga típica de 12 anos e ao dizer "típica" refiro-me ao típica nos dias de hoje.
Estavamos a falar de filmes e elas as duas estavam a falar do "O Pianista". Confesso que fiquei um pouco admirada por elas terem visto o filme na escola. Contente por as miúdas verem alguns filmes de qualidade, decidi falar-lhe de um dos meus filmes preferidos, "Into the Wild" (O Lado Selvagem, em português).
Contei-lhes resumidamente a história e no fim a minha prima vira-se para mim e pergunta; "como é que ele conseguiu sobreviver sem télemovel? sem computador? sem internet?".
Devem de imaginar a minha cara ao ouvir tamanha barbaridade. Estamos a falar de um homem que abandona a família, dinheiro, tudo o que seja fútil e decidi viver a vida como bem lhe der na cabeça e elas perguntam-me como o homem sobreviveu sem télemovel? WTF?
Se me falassem nesse filme eu perguntaria como raio é que ele teve coragem para fazer algo do género, porque é preciso coragem para se abandonar uma vida confortável. Talvez por isso o filme seja um dos meus preferidos, porque ele teve coragem, uma coragem que eu acho que nunca teria.
Mas as miúdas ficaram tão chocadas. Quer dizer, eu até tive medo de lhes dizer que quando tinha a idade delas eu não tinha télemovel ou computador próprio.
Esta é a sociedade em que vivemos hoje em dia. Uma sociedade em que o mais importante passou a ser o "como é que ele sobreviveu sem télemovel" e não louvar a coragem de se desprender de tudo o que é fútil.
Eu tive uma infância feliz. Eu brinquei na rua. Aos 12 anos o mais importante era saber se podiamos ficar na rua a brincar até mais tarde. Hoje em dia o mais importante, aos 12 anos, é saber se vamos receber o último modelo do telemovel da Nokia (ou outra marca qualquer).
Tive o meu primeiro telemovel aos 14 anos. O meu primeiro computador ocupava metade da secretária e tinha que o dividir com o resto da família. Não fui menos feliz por causa disso.
Depois do filme ainda tive que passar no supermercado para ir buscar água e a caminho passamos por uma loja de sapatilhas. Tive que, literalmente, agarrar na minha prima pelos colarinhos, porque ela ia dar uma de Speedy Gonzales para dentro da loja e quando aquela rapariga vê sapatilhas de marca não há como a tirar da frente delas.
E nem vou falar mais de sapatilhas, porque hoje em dia os miúdos usam sapatilhas de marca, quando eu no meu tempo usava as mais baratas, porque ao fim de um mês elas já estavam feitas em farrapo por andar sempre com elas.
Acho que é um desperdício dar coisas caras aos miúdos, quer sejam telemoveis, roupa ou sapatilhas.
Mas a sociedade mudou e hoje em dia as crianças só são felizes dessa maneira. Os meus filhos vão ser as crianças mais miseráveis do mundo, porque não vão ter telemoveis ou computadores, nem vão andar com roupas de marca, pelo menos até terem idade suficiente para darem valor a isso.
Ah, e o filme que fomos ver foi o "Lorax", a ironia de tudo isto ...

nails #54


H&M; "Coral Road"

terça-feira, 27 de março de 2012

kiss me again ...



Eu sou um pouco suspeita, porque adoro tudo o que o senhor Alex Gaskarth faz, mas não conhecia o trabalho dos We Are the In Crowd e gostei bastante desta musica.

nails #53


Risqué; "Topázio Púrpura"

but, nevertheless, we had a great time ...


change of plans.

Mudança de planos. Yah, eu sei, não sou capaz de me manter fiel aos meus próprios planos, mas há uma justificação válida desta vez.
Recebi uma chamada da FNAC hoje de manha. Pelos vistos eles vão organizar os dias aderentes FNAC no fim do mês e isso abrange livros e filmes.
Ora, eu como não tinha planos de comprar o que quer que fosse (ter até tenho, mas nada de urgente, por isso, não tinha pressa nenhuma em entrar numa FNAC), mas lá fiquei a ouvir a mulher a falar e tal. Depois disso ela perguntou-me se eu tinha alguma dúvida e não sei de onde saiu-me a pergunta; "todos os livros estão incluídos na promoção? Independetemente da data de lançamento?".
E quem diria? Estão. Ou seja, estou mesmo tentada em ir lá e comprar o "Silêncio" da Becca Fitzpatrick. O livro foi lançado há poucos dias e estou numa de me conter, mas entre pagar 16 euros ou 13 euros, eu escolho os 13 euros a qualquer dia.
O livro nunca estará tão barato como na próxima Sexta e Sábado e sinceramente, não quero deixar de aproveitar. Pode parecer pouco, mas 3 euros são 3 euros ...
Por isso, hoje não há The Hunger Games para mim, porque vou deixar isso para Sexta, assim faço as duas coisas juntas.

segunda-feira, 26 de março de 2012

yellow belt.

the hunger games ... again!

Amanha de tarde vou ao cinema com a minha prima. Vou leva-la e a uma amiga para verem o "Lorax", mas, e apesar de adorar o Dr. Seuss, a minha mente está apenas focada num único filme; "The Hunger Games".
Okay, estava receosa quando a gastar dinheiro em ir ver ao cinema novamente. Pagar quase 10 euros? Nah. Mas eu sou teimosa e fui ver os horários e eis que descobri que os preços dos bilhetes baixaram. Quase para metade.
Não me perguntem o que raio se passou ali, mas eu agradeço a descida dos preços e o mais certo é amanha, depois do treino de kickboxing, meter-me no carro e ir ao cinema.

nails #52


Bootie Babe; "Dreamy Greenie"

domingo, 25 de março de 2012

here's how I do!

Weeeee ... estou quase a acabar o meu saco dos We the King e apesar dos contratempos, até nem me está a sair mal.
Primeiro, o meu pai deixou cair uma folha em cima do leão'zinho enquanto a tinta ainda estava a secar. Depois, esqueci-me que deveria escrever "here's", por isso, tive que remediar. E por fim, a tinta amarela que brilha no escuro tem o tubo entupido ... mas prontos ...
Amanha acabo o saco, já coloco a t-shirt Hunger Games e as all stars Dark Hunter no site ... e recebo novo material para personalizar.
Ando mesmo ansiosa pelo novo material, porque tenho mil e uma ideias e preciso de uma "tela em branco" para as meter em prática.

sexta-feira, 23 de março de 2012

"diz-me que és", jessica bird

Em Abril.
Vamos lá ver se o livro consegue salvar a "honra do convento" no que diz respeito aos livros da Ward.

quinta-feira, 22 de março de 2012

sleep problem.

Como já referi várias vezes, tenho imensos problemas relacionados com o sono.
Ora tenho imenso sono, ora não tenho sono. Ou o pior, tenho sono mas não consigo adormecer.
Confesso que isso nunca me incomodou muito, mas chega a um certo ponto que isso acaba por nos prejudicar. Já me atrasei imensas vezes porque na noite anterior não conseguia adormecer e quando adormecia era ás altas horas da madrugada, o que origina que não acordo, nem ouço o despertador.
Hoje decidi tentar remediar esse assunto e fui comprar;
Não faço ideia se vai consertar o meu problema, mas não perco nada em tentar.
Espero mesmo que me deixe K.O.

the hunger games movie - parte 2

Bem, mais uma vez lá fui eu sozinha ao cinema, mas não me posso queixar. Fui mais cedo, aproveiei e fui almoçar ao restaurante chines, que já há muito que não ia e depois lá fui ver o filme.

Adorei o raio do filme ... mais do que estava à espera, sinceramente.
Okay, eu esperava sangue ... rios de sangue ... litros de sangue. Quer dizer, estamos a falar de vinte e quatro pessoas a lutar até á morte. O próprio Haymitch diz á Katniss que se ela ficar na Cornucópia o mais certo é ela não sobreviver porque aquilo é um banho de sangue. 
Mas prontos, vamos esquecer esse pormenor, porque até percebo o porque de eles terem omitido a maior parte da violência; o filme torna-se acessível ao publico mais jovem. 
A adaptação em si está boa'zita, mas depois temos o Haymitch. Não sei se foi por ter lido o livro e ter imaginado um Haymitch diferente, mas há coisas que gosto mais no Haymitch do livro do que o do filme.Vá lá, quem leu os livros estava de certeza á espera da queda do palco, right? Eu estava. Estava mesmo ansiosa por ver isso ...
E vamos falar do senhor Kravitz. Estava a meio da primeira parte do livro quando me disseram que seria o Lenny Kravitz a interpretar o Cinna. Primeira reacção; LOL, isso nunca vai funcionar. 
Thank you Mr. Kravitz, you prove me wrong. Juro que nunca mais vou olhar para o senhor sem o imaginar como o Cinna perfeito. Acho que quando o vir no RIR 2012 vai ser bastante estranho e o mais certo é chamar-lhe Cinna do que Lenny Kravitz. 
Mas agora fora de brincadeiras ... eles conseguiram tornar o filme mais interessante que o livro. E porquê? Porque o livro é escrito na primeira pessoa e limita tudo. E a solução que eles encontraram para explicar o conceito da trilogia? Brilhante. Uma entrevista ao produtor dos Jogos logo no inicio para o espectador, mesmo não tendo lido os livros, perceber o que se passou e levou á criação dos Jogos da Fome. 
Aliás, a impressão com que fiquei do filme foi mesmo essa, foi um filme feito para aqueles que não leram os livros. 
E aquele final? Bah, deviam de ter-se mantido fieis ao livro, deviam de ter metido a Katniss e o Peeta a discutir e terminar o filme. Sabem, deixar o pessoal na expectativa para o próximo filme.
E depois temos também a cena de luta final entre a Katniss, o Peeta e o Cato. Eles usaram aquilo a que chamo "movimentos de camera clichés". Sabemos que eles estão a lutar, mas os movimentos são tão rapidos que não se sabe o que realmente se está a passar. 
E também achei que seria interessante se eles tivessem incluido a informação de que os "monstrinhos" que aparecem no fim são na realidade os Tributos que foram mortos no decorrer dos Jogos.
Enfim ... agora é esperar por Novembro de 2013 para ver o segundo filme. 

terça-feira, 20 de março de 2012

dark hunters series!

Comecei a reler o livro do Acheron. Pensei cá para mim; "já que estou a ler a saga dos Predadores da Noite toda seguida e o livro a seguir ao The Dream Chaser é o do Ash, por isso, toca a reler." ... eu devia de estar completamente maluca nesse dia.
Não me interpretem mal, eu adoro o Ash, mas tenho que confessar que o livro dele, de toda a saga, não é o meu preferido. Não me entendam mal, eu gosto do livro, mas não seria a minha primeira escolha para reler.
Conclusão ... mais uma vez vou colocar a saga de lado até que me dê vontade de pegar no livro do Ash.

heaven can wait, we the kings


Here's a song for the nights
I think too much
And here's a song when I imagine us together
Here's a song for when we talk
Too much and I forget my words
Heaven can wait up high in the sky
It's you and I
Heaven can wait deep down in your eyes
I'm yours tonight
Lay your heart next to mine
I feel so alive
Tell me you want me to stay, forever
'Cause heaven can wait
Here's a song for the one who stole my heart
And ran so far that cupid couldn't catch her
Here's a song for the kid who aims so high
He shot her down
Heaven can wait up high in the sky
It's you and I
Heaven can wait deep down in your eyes
I'm yours tonight
Lay your heart next to mine
I feel so alive
Tell me you want me to stay forever
'Cause heaven can wait
Here's a song for the nights
I drink too much and spill my words
Heaven can wait up high in the sky
It's you and I
Heaven can wait deep down in your eyes
I'm yours tonight
Lay your heart next to mine
I feel so alive
Tell me you want me to stay forever
'Cause heaven can wait
'Cause heaven can wait
'Cause heaven can wait

segunda-feira, 19 de março de 2012

Amanha acabo o mimo-gaio *.*

O meu leão'zinho de juba ruiva está quase pronto *.*

cinema alone!

Pois é ... hoje fui ao cinema, sozinha.
Não ia perder este filme por nada, especialmente no cinema, e apesar de não ser nada do outro mundo, valeu a pena ver o Taylor Kitsch de troco nu durante o filme todo ...
Não é tão mau quanto pensava, ir ao cinema sozinha ... e foi um bom treino para a próxima Quinta Feira. Hunger Games!

domingo, 18 de março de 2012

book #118 - the dream chaser

Não é segredo nenhum que não sou grande fã da vertente Dream Hunter da saga Predadores da Noite, mas gostei bastante deste livro.
É o típico livro da Sherrilyn Kenyon, mas achei-o bastante divertido e gostei das personagens.
Depois de tantos livros desta saga, uma pessoa já fica habituada as "surpresas" da senhora Kenyon, por isso já não fico surpreendida quando um inimigo é irmão deste ou daquele ou quando uma personagem deve de morrer e não morre.
Aliás, não há nenhum suspence neste livro para quem já está habituado aos livros da saga.O livro vale apenas pelas personagens.
Divertidas, bem construidas, mas também com, mais uma vez, a típica "pitada" da Sherrilyn Kenyon. Um passado penoso que se reflecte na personalidade actual da personagem.
E acho que pela primeira vez gostei realmente de uma personagem feminina desta saga. Claro que não desgosto das outras personagens femininas, mas parece que que falta-lhes sempre algo. No que diz respeito a Simone ela é engraçada e esperta, caracteristicas que a complementam.
E realmente não há mais nada a dizer sobre o livro, porque, tal como disse, é mais um no meio de tantos desta saga. O típico livro para "encher chouriços" ... mas há que seguir a ordem de leitura e não deixar nenhum de fora.

Sinopse;
The spellbinding Dream-Hunter series continues!
Hades doesn’t often give second chances...
Xypher has one month on Earth to redeem himself through one good deed or be condemned to eternal torture in Tarturus. But redemption means little to a demigod who only wants vengeance on the one who caused his downfall.
Until one day in a cemetery...
Simone Dubois is a medical examiner with a real knack for the job. Those who are wrongfully killed appear to her and help her find the evidence the police need to convict their killers. But when a man appears and tells her that she’s more than just a psychic, she’s convinced he’s insane.
Now the fate of the world hangs in her hands...
It was bad enough when just the dead relied on her. Now’s there’s the seductive Dream-Hunter Xypher who needs Simone’s help in opening a portal to the Atlantean hell realm to fight insatiable demons. The future of mankind is at stake—and so is her life. The only question now is: Who is the bigger threat: the demons out to kill her, or the man who has left her forever changed?

nails #51


Risqué; "Expresso"

I Japan Emotion

Uma pessoa está desempregada, não é? E então há que arranjar maneira de se tornar útil. Voluntariado, claro está.
Há imenso tempo que não me envolvo com nada que seja relacionado com a cultura japonesa, a não ser a comida.
Mas prontos ... vamos lá ver. Vou fazer voluntariado no primeiro e ultimo dia do evento e, em principio, vou estar a vender bilhetes e afins ...
Se tiverem interessados, vão á pagina no Facebook.
Tenho a dizer que do que me lembro deste eventos é que são sempre divertidos e uma pessoa sai de la sempre animada e conhece pessoas interessantes.
OMFG!
I CAN'T BELIEVE WE ARE DOING THIS AGAIN!

sexta-feira, 16 de março de 2012

quero ver ... dark shadows

challenge accepted!

Desafio feito pelo senhor Heartless há algum tempo, mas só agora me lembrei dele.

As regras são:
-Escrever 11 factos aleatórios sobre ti;
-Responder às perguntas que te foram propostas;
-Fazer 11 perguntas para as próximas pessoas;

Factos:
  1. Tenho versões da mesma musica no mp3. Acústicas, ao vivo, covers ... 
  2. Pensava que não sabia desenhar para salvar a vida, mas antes de entrar no 10º anos decidi experimentar, já que ia para um curso de design e, quem diria, até tinha jeitinho.
  3. Sempre que viajo levo um livro da Sherrilyn Kenyon. Curiosamente, isso apenas se aplica para quando saiu de Portugal.
  4. O meu quarto parece saido de um filme de adolescentes e apesar de apreciar os quartos bonitinhos e simples, não trocaria o meu por nada deste mundo.
  5. Nunca gostei dos típicos desportos; futebol, basquetebol ... prefiro os desportos menos conhecidos.
  6. Tenho o sonho de um dia ter uma conversa sobre cinema com o senhor Scorsese.
  7. Metam-me uma rapaz de cabelo comprido a frente e vejam-me a passar-me dos carretos.
  8. Adoro Star Wars e nunca percebi o porquê de certas raparigas desdenharem a saga com a típica desculpa "isso é para rapazes".
  9. Sempre quis perceber o fascinio de pedir a alguém famoso para assinar a pele.
  10. Dou mais valor ao aspecto estético de um filme do que á história em si.
  11. Nunca liguei muito a maquilhagem e afins até ter entrado para a faculdade.
As perguntas feitas por mim:

  1. Já roubaste algo? Já. Quando era pequena roubei uns acessórios da Barbie que estavam á venda no Continente. Fiquei com tanto medo que mesmo quando cheguei a casa mantive a caixa escondida para nem os meus pais saberem o que tinha feito.
  2. Momento mais marcante da tua vida? Tantos que seria dificil referir apenas um.
  3. Qual a tua característica negativa principal? Sou muito vingativa e isso ás vezes faz-me agir sem pensar.
  4. Se pudesses reviver um ano da tua vida, qual seria? 2012. Sim, o ano ainda nem a meio vai, mas apesar da crise e afins, tenho adorado estes três meses e parece que aos poucos a minha vida está a tomar um rumo.
  5. Qual é a forma de arte que mais aprecias? Gosto de todas um pouco.
  6. Conheces-me pessoalmente? Oh coisinha fofa ... claro que sim.
  7. Qual o meu pior aspecto? Lamber as pessoas xD
  8. Qual o teu monstro mitológico favorito? Eu ia dizer dragões, mas já que não posso ... lobisomens. 
  9. Qual é a primeira memória que tens? Cronologicamente não faço ideia, mas lembro-me de o meu pai me dizer para não olhar para a televisão e estar a passar o "Alien" e eu feita menina corajosa, olhei. Tive pesadelos com aquela cena durante semanas. Também me lembro de os meus pais estarem a ver o "Jurassic Park" e eu esconder-me atrás do sofá com medo dos bichos.
  10. Qual o primeiro livro que leste? Não faço ideia, mas o mais certo é ter sido um do Tio Patinhas ou afins.
  11. Qual a tua cultura favorita? Adoro a cultura Celta, Escocesa, Egipcia e Grega

Perguntas:
  1. Que livro te marcou?
  2. Qual o pais que gostavas de visitar e ainda não tiveste a oportunidade de o fazer?
  3. Qual a personagem do cinema, televisão, literatura, que se assemelha mais contigo?
  4. Qual o livro/saga que não suportas?
  5. Qual o objecto sem o qual nunca sais de casa? (não vale o típico telemóvel ou carteira ou chaves)
  6. Qual a tua banda preferida?
  7. Qual a maior loucura que já fizeste?
  8. Qual o concerto mais memorável a que já foste?
  9. Um sonho que gostasses de ver tornado realidade?
  10. Sobremesa preferida?
  11. Alguém famoso que gostasse de conhecer e porquê?
Pessoas que gostaria de ver responderem isto:

Sintam-se livres para "roubar" o desafio. 

hunger games vs. dark hunters.

Hoje até que tive umas ideias mais ao menos que se aproveitam, então decidi mete-las em acção e eis o resultado inicial;

Amanha sou capaz de terminar as all stars, mas aquela t-shirt ainda me vai dar um pouco de trabalho, graças aos pormenores do mimo-gaio.
Ir a Lisboa fez-me bem ... vim cheia de ideias, apesar de algumas ainda terem que esperar para ser postas em prática.