sábado, 16 de junho de 2012

what the hell????

Yup, 2012 vai ser o ano em o mundo vai acabar.
Acabei de ver no twitter que o pessoal anda a dizer que o Justin Bieber é a reencarnação do Kurt Cobain e outras pessoas dizem que o Justin Bieber é maior que o Kurt Cobain.
Yup, é o fim do mundo.
Mas esta geração podia ser mais idiota?
Gosto de Nirvana, não sou aquela fã mesmo aguerrida, mas gosto. E nunca, mas mesmo nunca, me passaria pela cabeça comprar o Kurt Cobain a quem quer que fosse, muito menos a um miúdo que tem traços afeminados e que canta música Pop.
Cobain foi o rei do Grunge, inspirou uma geração escrevendo musicas com significado. O Justin Bieber é um puto que teve a sorte de gravar um c.d. e que canta músicas compostas por uma única palavra.
Sinceramente, acho errado comparar-se pessoas. Sobretudo pessoas que se tornaram lendas com pessoas que daqui a uns anos ninguém se lembra delas pelos melhores dos motivos.
E depois há aquele belo argumento; o Justin Bieber é maior que o Kurt Cobain porque o Kurt Cobain não tem uma fanbase tão grande no twitter como o Justin Bieber tem.
Okay, vamos lá ver ... O KURT COBAIN TORNOU-SE UMA LENDA QUANDO AINDA NEM EXISTIA TWITTER! As superstars de hoje em dia comparam o seu grau de celebridade através de redes sociais enquanto que as superstars de antigamente atingiam o estrelato fazendo boa música e dando concertos!
O Justin Bieber e outros que tal são famosos porque tiveram a sorte de nascer numa era em que existe twitter e afins. Kurt Cobain e outros que tal não tinham twitter e facebook e conseguiram chegar ao estatuto de lenda da música.
Se o Justin Bieber tivesse nascido uns anos mais cedo e não houvesse redes sociais, a esta hora ele estaria a chapar cimento. Porque nunca, nunca, nunca que ele iria conseguir safar-se sem os auto tunes e afins que existem hoje em dia.
Por isso minha gente ... geração de hoje em dia ... preocupem-se mais em deixar o vosso cérebro desenvolver-se, pensem antes de dizerem merdas. Mas pensem mesmo. Porque antes de comparar o que quer que seja, vejam os prós e contras.

Sem comentários: