sábado, 25 de agosto de 2012

book #132 - o highlander indomável

Metam-me um livro sobre a Escócia á frente e eu rendo-me completamente, metam-se um livro sobre a Escócia e a cultura Highlander á frente e não há menina para ninguém!
Infelizmente, não foi o caso. Juro que nunca pensei que um livro sobre Highlanders pudesse não me interessar, mas aconteceu e o motivo é simples. Há uns meses atrás li um livro da Michelle Willingham e a história desse livro é a mesma que este livro da saga dos MacLeods.
Quer dizer, até o nome da personagem feminina é o mesmo; Isabel. Tudo bem que a história do outro livro tem como pano de fundo a Irlanda, mas é um pouco desmotivador ler uma história onde já se sabe o que vai acontecer, porque meses antes se leu um livro idêntico.
Ponto positivo? A nota da autora no fim do livro. Juro que foi a única parte do livro que realmente me fez sorrir, porque explicava que a querela tinha mesmo existido e que ainda hoje era possível visitar os locais referidos no livro.
E depois, como cereja no topo do bolo, temos o tempo de espera. O livro anterior saiu há mais de um ano atrás. Terei que esperar outro ano para ler o terceiro livro da saga? Mas o tempo de espera parece ser algo que as editoras portuguesas ainda não souberam manejar. Acho ridículo haver sagas em que se tem que esperar um ano pela saida do livro seguinte.

Sinopse;
Rory MacLeod, um poderoso chefe Highlander só tem um pensamento na vida, o seu clã, jura vingar-se dos MacDonald, apesar de o dever lhe impor o noivado com Isabel MacDonald, que tenciona repudiar. Porém, o guerreiro não estava à espera de uma mulher atraente, uma mulher que lhe põe à prova a força de vontade férrea e lhe desperta uma paixão selvagem.
Abençoada com uma beleza incomparável, Isabel MacDonald tenciona, por todos os meios, incluindo a sedução, descobrir o segredo mais bem guardado do marido, ao mesmo tempo que Rory lhe desperta os desejos mais profundos e as fantasias mais doces.
Isabel encontrou a felicidade com que sempre sonhou nos braços do homem que tem de trair e descobre que a paixão pode ser mais perigosa do que a vingança.

Sem comentários: