domingo, 30 de setembro de 2012

Com uma vontade enorme de rever este filme!
O fim de semana passado fui a Lisboa e fui muito mal tratada.
Sim, mal tratada. Fui espancada, não me deixaram alimentar e ainda por cima nem um banho me deixaram tomar. E tudo isto feito, nada mais nada menos, pela pessoa com quem vou morar em Edimburgo!

Okay ... nada disto aconteceu. Aliás, foi exactamente o contrário.
O fim de semana foi passado em Lisboa para acertarmos alguns detalhes sobre a mudança e também foi um pequeno test drive (como lhe chamei) para nós as duas.
Fomos almoçar à Subway, vi dois filmes seguidos (Resident Evil e o novo do Woody Allen) enquanto a Sofia trabalhava.
O Sábado foi passado nas compras (pela primeira vez na vida comprei roupa da Berska), cozinhar e comer Brownies e ver filmes atrás de filmes. O Domingo foi passado na pasmaceira, a vegetar em frente à televisão. E Segunda voltei para o Porto.
A conclusão desse fim de semana foi que não podia arranjar melhor pessoa para dar este passo. Damo-nos bem e compreendemo-nos ... e eu até simpatizo com a Sofia (e é neste momento que ela me manda uma sms a insultar e a dizer que já não vamos para Edimburgo).
Cada vez mais estou ansiosa por me mudar para um novo país.

sábado, 29 de setembro de 2012

Criei um novo blog.
Yup ... mais um.
Achei que com a aproximação de uma nova etapa seria a altura ideal para começar também um novo blog, desta mais ... "abrangente".
A maioria dos meus amigos não tem conhecimento deste blog e pretendo que assim se mantenha, mas também quero que eles tenham acesso à nova etapa da minha vida, por isso, nada melhor do que "mudar de ares".
Por agora vou manter ambos os blogs, usando o outro apenas para as coisas relacionadas com a mudança para Edimburgo, mas depois de Janeiro o mais provável será deixar de escrever neste e passe a usar somente o outro.
Claro que as mudanças no Blogger também contribuiram para esta escolha.
Para irem dar uma vista de olhos ao novo blog basta carregarem aqui.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

book #137 - fifty shades of grey

Acho que nunca me arrependi tanto de ter comprado algo como me arrependi de ter comprado este "livro".
Sinceramente, nem sequer cheguei a ler 100 páginas deste "livro" de tão ridículo que ele é.
Já me aconteceu ter pegado num livro, começar a ler, desinteressar-me e coloca-lo de lado, mas acabo sempre por voltar a pegar nele e terminar de o ler. Não, não é o caso deste "livro".
É que é tão mau que nem sei por onde começar.
Com a quantidade de livros que li acabei por chegar á conclusão que antes de chegar ao limite das 100 páginas lidas já temos a opinião mais do que confirmada se é um bom ou mau livro. Para este não precisei de chegar á pagina 10 para cimentar essa opinião.
Depois de ler "Twilight" pensei que não poderia encontrar algo que definisse na perfeição "lixo literário". Oh, como estava enganada.
Juro que ainda estou para perceber como é que há gente que venera este "livro" e como é que ele se tornou num bestseller.
Sabem aquele antigo ritual em que se queimavam os livros? Bem, a cada palavra lida o meu desejo de ir até ao quintal e fazer uma pequena fogueira era cada vez maior.
COMO É QUE HÁ GENTE QUE LEU TRÊS "LIVROS" DAQUELES? Já ninguém respeita a literatura.
É que nem a escrita é boa ...
O mais ridiculo é que o "livro" é destinado a adultos ... PELO AMOR DA SANTA! Uma criança de seis anos tem uma escrita mais elaborada que aquilo!
Esta geração está mesmo perdida.

Sinopse;
When literature student Anastasia Steele goes to interview young entrepreneur Christian Grey, she encounters a man who is beautiful, brilliant, and intimidating. The unworldly, innocent Ana is startled to realize she wants this man and, despite his enigmatic reserve, finds she is desperate to get close to him. Unable to resist Ana’s quiet beauty, wit, and independent spirit, Grey admits he wants her, too—but on his own terms.
Shocked yet thrilled by Grey’s singular erotic tastes, Ana hesitates. For all the trappings of success—his multinational businesses, his vast wealth, his loving family—Grey is a man tormented by demons and consumed by the need to control. When the couple embarks on a daring, passionately physical affair, Ana discovers Christian Grey’s secrets and explores her own dark desires.
Erotic, amusing, and deeply moving, the Fifty Shades Trilogy is a tale that will obsess you, possess you, and stay with you forever.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

book #136 - wicked nights

Esta saga é um spin-off da saga dos Senhores do Submundo, dedicada aos anjos, daí o nome da saga,"Angels of the Dark".
O primeiro é o Zacharel, que tantas vezes apareceu na saga dos Senhores do Submundo e que teve um papel importante no livro do Amun.
Ainda é cedo para dizer se será uma saga tão viciante como a original, mas a conclusão que tirei ao ler este primeiro livro é que a história base das personagens principais está bem construída.
Tal como é costume, para além do casal principal, as personagens que mais tarde terão direito a um livro são apresentadas e pelo que li gostei bastante das histórias que aí vêm.
Quanto ao livro em si e a história do casal principal ... teve os seus altos e baixos.
A história está bem construída e é bastante original, especialmente no que diz respeito à Annabelle. Confesso que não é das personagens que mais gostei, mas a história dela é interessante, bem como os acontecimentos que mais tarde a ligam ao Zacharel.
Quanto aos pontos negativos (e atenção que vem aí spoilers)... terei mais uma vez que recorrer à falte de suspence.
Quando nos é apresentado o ponto de vista do demónio Unforgiveness é mais do que óbvio de quem se trata. Sabemos que o Zacharel matou o irmão que tinha sido torturado por demónios, sabemos como um anjo se transforma num dos High Lords Demons e sabemos também a lógica "Showaltiana" faz com que o Unforgiveness seja o irmão do Zacharel. Era mais do que óbvio que no meio de tantas teorias sobrenaturais, ela iria encontrar uma que até fizesse sentido para que assim fosse.
Agora é esperar pelo livro do Koldo para formar uma opinião mais sólida em relação a esta nova saga. Posso dizer que estou ansiosa por este livro, porque gostei bastante do que li e também porque fiquei mais surpresa com o pouco da história do Koldo do que própriamente com a do Zacharel.

Sinopse;

Leader of the most powerful army in the heavens, Zacharel has been deemed nearly too dangerous, too ruthless—and if he isn't careful, he'll lose his wings. But this warrior with a heart of ice will not be deterred from his missions at any cost…until a vulnerable human tempts him with a carnal pleasure he's never known before.
Accused of a crime she did not commit, Annabelle Miller has spent four years in an institution for the criminally insane. Demons track her every move, and their king will stop at nothing to have her. Zacharel is her only hope for survival, but is the brutal angel with a touch as hot as hell her salvation—or her ultimate damnation?

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

terça-feira, 25 de setembro de 2012

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

runaway, the killers


Blonde hair blowin' in the summer wind
A blue-eyed girl playing in the sand
I'd been on a trail for a little while
But that was the night that she broke down and held my hand
The teenage rush, she said, 'maybe I'll just runaway, we got time'
Well that ain't much...
We can't wait 'til tomorrow
You gotta know that this is real, baby why you wanna fight it?
It's the one thing you can choose
We got engaged on a Friday night
I swore on the head of our unborn child that I could take care of the three of us
But I got the tendency to slip when the nights get wild.
It's in my blood
She says she might just runaway somewhere else, some place good
We can't wait 'til tomorrow
You gotta know that this is real, baby why you wanna fight it?
It's the one thing you can choose
Let's take a chance baby we can't lose
Mean we're all just runaways
I knew that when I met you, I'm not gonna let you runaway
I knew that when I held you, I wasn't lettin' go
We used to look at the stars and confess our dreams
Hold each other to the morning light
We used to laugh, now we only fight
Baby are you lonesome now?
At night I come home after they go to sleep
Like a stumbling ghost, I haunt these halls
There's a picture of us on our wedding day
I recognize the girl but I can't settle in these walls
We can't wait 'til tomorrow
No we're caught up in the appeal, baby why you wanna hide it?
It's the last thing on my mind
(Why you wanna hide it?)
I turn the engine over and my body just comes alive and we all just runaway
I knew that when I met you, I'm not gonna let you runaway
I knew that when I held you, I wasn't lettin go, no no no!
(No no no!)
(And we're all just runaways)
Yeah runaway
(And we're all just runaways)

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

somewhere in neverland, all time low


Say goodbye to the halls and the classes
Say hello to a the job and the taxes
The weekends with old friends spilling into 9 to 5 routine
Tell me how you feel over and done with
Like your life is a map with no compass to guide
At the bar drinking way too much
We sing along to forever young, 
So here we go again 
Wish that we could start again
Wendy run away with me
I know I sound crazy don't you see what you do to me
I wanna be a lost boy
The last chance a better reality
Wendy we can get away
I promise if you're with me say the word and well find a way
And I can be a lost boy
The last chance your everything that I planned
Ohh Somewhere in neverland
Well start a life of the plane and the simple
Of great times with far better people
And weekends with our friends
Laughing about the wine that stains there teeth
We'll talk about how your parents separated and
How you don't wanna make the same mistakes as them
I'll say it's all about sticking it out and trying to feel forever young
So here we go again 
Wish that we could start again
Wendy run away with me
I know I sound crazy don't you see what you do to me
I wanna be a lost boy
The last chance a better reality
Wendy we can get away
I promise if you're with me say the word and well find a way
And I can be a lost boy
The last chance your everything that I planned
Ohh Somewhere in neverland, 
So here we go again 
Wish that we could start again
Wendy run away with me
I know I sound crazy don't you see what you do to me
I wanna be a lost boy
The last chance a better reality
Wendy we can get away
I promise if you're with me say the word and well find a way
And I can be a lost boy
The last chance your everything that I planned
Ohh somewhere in neverland  

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Bem, como tenho vindo a referir no twitter, estou numa fase de "armazenamento" ... um "armazenamento" que pretendo que seja económico acima de tudo.
Tudo começou pelos livros.
Não paguei nada por estes livros, o que me deixou bastante contente.
"Rosa Selvagem" - Patricia Cabot (aka Meg Cabot)
"John Carter" - Edgar Rice Burroughs
"Sangue Ardente" - Charlaine Harris
"Sangue Impetuoso" - Charlaine Harris
"Selvagens" - Don Winslow
"A Cidade das Almas Perdidas" - Cassandra Clare
"Inveja" - J.R. Ward
E mais virão ... novamente, sem pagar um único centavo.
E depois dos livros, passei para as séries. Não faço ideia do que se tratam algumas delas, apenas fiquei curiosa em relação ao título.

Já estão guardadas e reservadas para uma altura propícia.
E depois ainda arranjei "The Tudors" ... fiquei viciada e só parei quando os episódio acabaram.
Tenho a dizer que fizeram muito mal terem terminado a serie depois da morte do Henry VIII ... deviam de ter continuado até á morte da Elizabeth ... afinal, a série chama-se "The Tudors".
E por fim, recomecei a ver antigas séries que tinha aqui, mas que nunca terminei.
E prontos ... tem sido este o meu armazenamento.
Dá sempre jeito quando não se sabe o que aí vem.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

no more "what if ...?"

Por mais assustador que possa ser, não vou mais manter-me na ignorância.
Adoro All Time Low e fiquei completamente eufórica quando descobri que uma das minhas músicas preferidas desta banda foi escrita em conjunto, nada mais nada menos, pelo Pierre e pelo Chuck dos Simple Plan ... que será escusado dizer, é o meu vicio nos últimos tempos.

Isto resume praticamente estes últimos dias.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

a party song (the walk of shame), all time low


I took a walk for the very first time on the dark side of the dance floor,
Lit a match just to heat things up but I got more than I bargained for;
Mixed drinks, mixed feelings of elation,
I should have known it was a one night invitation.
Don't sweat it, forget it, everything is a-ok.
Just let it, go then it's, off to find another face,
I make you come just to watch you leave,
You walk around with my heart on your sleeve.
Don't sweat it, it's over now, our time ran out.
I took an oath, but I'm giving it up, you didn't have to see things my way.
Nothing more than a casual fuck - isn't that just how we operate.
Let's drink to feelings of temptation
You and I, we're an over-night sensation.
Don't sweat it, forget it, everything is a-ok.
Just let it, go then it's, off to find another face,
I make you come just to watch you leave,
I walk around with your heart on my sleeve.
Don't sweat it, it's over now, our time ran...
Outside, the brake lights started to dim,
I feel the tension that's been pulling us in.
And then we do it again, so we can feel alright.
Falling in love for the night.
Don't sweat it, forget it, everything is a-ok.
Just let it, go then it's, off to find another face,
I make you come just to watch you leave,
You walk around with my heart on your sleeve.
Don't sweat it, it's over now, our time ran out.
Our time ran out

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

terça-feira, 11 de setembro de 2012

the edge of heaven, wham


I would lock you up
But I could not bear to hear you
Screaming to be set free
I would chain you up
If I'd thought you'd swear
The only one that mattered was me, me, me
I would strap you up
But don't worry baby
You know I wouldn't hurt you 'less you wanted me to
It's too late to stop
Won't the heavens save me?
My daddy said the devil looks a lot like you
You take me to the edge of heaven
Tell me that my soul's forgiven
Hide you baby's eyes and we can,
You take me to the edge of heaven
One last time might be forever
When the passion dies,
It's just a matter of time before my heart is
Looking for a home
I'm like a maniac, at the end of the day
I'm like a doggie barking at your door
So come take me back to the place you stay
And maybe we can do it once more
You say I'm dangerous
But don't worry baby
I get excited at the things that you do
And there's a place for us in a dirty movie
'cause no-one does it better than me and you
You take me to the edge of heaven
Tell me that my soul's forgiven
Hide your baby's eyes and we can,
You take me to the edge of heaven
One last time might be forever
Please don't tell me lies
It's just a matter of time before my heart is
Looking for a home
I ain't got no more worries
I'm gonna spend some times with you
Loving you takes such courage
And don't you think that I know it
You take me to the edge of heaven
You tell me that my soul's forgiven
Hide your baby's eyes and we can,
You take me to the edge of heaven
One last time might be forever
Don't you tell me lies, because believe me baby
One day you'll wake up on your own.
I ain't got no more worries
I ain't got no more time for you
Loving you takes such courage
Everyone's got their eyes on you
I ain't got no more worries
I ain't got no more time for you
Loving you takes such courage
And don't you think that I know it

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Nunca tal me tinha acontecido, mas a verdade é que me senti assim depois de ter terminado a season 4 de Sons of Anarchy. A sorte é que amanha é a estreia da season 5.
Eu sou de extremos. Sempre fui, sempre serei. E as decisões que tomo são a prova disso.
Há dois anos que ando a dizer que vou para Edimburgo, mas a coragem de o fazer é práticamente nula, sobretudo sozinha.
Este fim de semana meti-me a pensar (coisa perigosa para mim) que tão cedo não vou arranjar emprego em Portugal, muito menos na área da minha licenciatura, por isso, quer queira, quer não, tenho que sair de Portugal.
Com isso meti-me a pensar nas minhas opções. 
Como é óbvio, E.U.A. é a primeira coisa que me vem á cabeça. Os grandes estúdios de Hollywood. Mas se mudar-me para um país da Europa já me causa medo, mudar-me para outro continente é quase um pesadelo.
Londres está fora de questão porque é uma cidade lotada. França é um problema porque, apesar de perceber, não falo francês. 
E a minha mente recaí novamente naquela cidade que há dois anos atrás me fascinou tanto; Edimburgo. 
Percebo o idioma, falo o idioma, não está lotada e adoro a cidade. 
Repentino? Sim, mas necessário. Eu já começo a trepar pelas paredes e o simples facto de dar despesas e não contribuir é mais do que um fardo para a minha consciência. 
Custa-me imenso fazer isto porque não quero deixar a minha irmã e o meu pai para trás, mas não planeio ser um fardo eterno e tenho que seguir com a minha vida.
Impus a mim mesma uma data limite para isso. Depois do Natal pretendo sair do país e descobrir como será a minha vida.
Entretanto, há que encontrar um emprego para poder juntar algum dinheiro para ajudar na construção de uma nova vida.

domingo, 9 de setembro de 2012

Sinto saudades. 

book #135 - bad moon rising

All hail the old Sherrilyn Kenyon!
Adoro os livros que me fazem lembrar a "velha" Sherrilyn Kenyon ... tipo o livro do Talon e do Kyrian. E ao ler o livro do Stryker tive um pequeno gosto disso, mas o livro do Fang ... fiquei completamente eufórica.
Ora bem, a história começa ainda no livro do Talon, quando o Vane faz de guarda costas da Sunshine e depois disso sofre as consequências por ter ajudado os Predadores da Noite, que acaba por ser o início do livro do Vane. Resumindo, é como voltar ao inicio da saga, passando para o livro do Vane e pela short story do Fury.
A questão é que, enquanto que nos livros anteriores somos levados a acreditar que o Fang está numa espécie de coma e que não reage a nada, neste livro é revelado o que realmente se está a passar.
Ao ser atacado por um Daimon, parte da alma do Fang é perdida e ele está no limbo, a lutar contra demónios, enquanto que a Aimee está a caçar e matar os Daimons que atacaram o Fang, para que assim ele possa ter a alma de volta.
Depois disso tudo, somos levados para o drama do livro do Wren.
Resumindo, o livro do Fang é o cruzar de basicamente todos os livros referentes aos Predadores da Noite.
E é aqui que o pessoal que não gosta de spoilers deve de parar!
Pois bem, vamos lá então ...
Mais cedo ou mais tarde o Fang e a Aimee iriam receber a marca. Quer dizer, mesmo que não fosse segundo o Destino, seria através do Savitar, tal como o Wren e a Maggie, ou então pela intervenção de outra pessoa qualquer.
Mas o que me fazia "comichão" no relacionamento deles era a Mama Peltier. Ela nunca foi muito a favor deles os dois juntos e duvidava muito que as coisas fossem mudar, até porque fiquei-lhe com um ódiozinho depois de ler o livro do Wren, mas no fundo, continuava a simpatizar com casal paternal dos Peltier.
Mas não, eu não posso simpatizar com ninguém, quer seja na literatura, cinema ou televisão, eles acabam sempre mortos. E o casal Peltier não foi excepção ... numa reviravolta que nem eu estava á espera, a autora matou a Mama Peltier, que por arrasto levou o Papa Peltier.
Mas, e é aqui que até eu me surpreendi, compreendi perfeitamente a morte do casal. Talvez porque assim a Aimee e o Fang ficaram juntos sem haver ressentimentos com os pais dela, ou até porque o próximo livro é o do Dev ... mas aceitei a morte deles e compreendi a opção da autora, o que é uma raridade.
E agora, tal como disse, é esperar para ter um tempinho e ler o livro do Dev, porque estou mesmo curiosa.

Sinopse;
Fang Kattalakis isn't just a wolf. He is the brother of two of the most powerful members of the Omegrion: the ruling council that enforces the laws of the Were-Hunters. And when war erupts among the lycanthropes, sides must be chosen. Enemies are forced into shaky alliances. And when the woman Fang loves is accused of betraying her people, her only hope is that Fang believes in her. Yet in order to save her, Fang must break the law of his people and the faith of his brothers. That breech could very well spell the end of both their races and change their world forever.

The war is on and time is running out...

sábado, 8 de setembro de 2012

Tenho andado a remoer sobre o próximo concerto de Simple Plan a que vou.
Estava a juntar dinheiro para na altura dos meus anos poder viajar e ver o concerto que calhava no dia 19 de Novembro, mas com o aniversário da minha irmã, acabei por gastar a maior parte do dinheiro que tinha juntado para isso e estava a sentir-me um pouco arreliada, não por ter comprado a prenda para minha irmã, mas por ter gastado o dinheiro que já tinha destino.
Bem, o meu problema foi resolvido de uma maneira um pouco diferente do que eu estava à espera; a tour europeia que aconteceria no final de 2012 foi parece ter sido adiada para o inicio de 2013.

book #134 - segredos de sangue

Não há muito a dizer sobre este livro, apenas que, a meu ver, é o que se costuma chamar, nas séries, um filler.
Basicamente serve para acalmar a storyline, acrescentado pequenos pormenores que nos livros seguintes poderão acrescentar ou originar algo novo à storyline.
Pela primeira vez, em muito tempo, consegui encontrar um ponto positivo num livro desta saga. Alexei Romanov.
Okay, ele é completamente maluco e desvairado como vampiro, mas eu adoro o misticismo envolta na familia Romanov e só o facto de a autora o ter colocado no livro como "irmão" do Eric ... isso é um ponto bastante positivo, a meu ver.
E depois temos a eterna comparação entre a série e os livros. Juro que não consigo entender o porque de terem mudado certos pormenores.
Na série, Godric é o "pai" do Eric, enquanto que nos livros, chama-se Àpio e é um general romano. E isto é apenas "a ponta do iceberg", como se costuma dizer.
Sinceramente, cada vez mais os livros desta saga deixam-me confusa e só os leio mesmo por ler, porque se os tento entender, a minha mente dá nó.

Sinopse;
Depois de suportar tortura e a perda de entes queridos durante a breve mas mortífera Guerra dos Fae, Sookie Stackhouse sente-se magoada e furiosa. O único elemento positivo da sua vida é o amor que acredita sentir pelo vampiro Eric Northman. Mas este está sob olhar atento do novo rei vampiro por culpa do relacionamento de ambos. Enquanto as implicações políticas da revelação dos metamorfos começam a ser sentidas, a ligação de Sookie a um lobisomem específico arrasta-a para uma questão perigosa. Além disso, sem saber, apesar de os portais para Faery terem sido fechados, restam alguns fae no mundo humano... E um deles está zangado com Sookie. Muito, muito zangado.

fall premiere 2012

Oras ... mês de estreias de séries e como não podia faltar, a minha lista está feita.
Algumas séries são novas adições, outras são já velhas conhecidas.
Enfim, aqui ficam as datas de estreia.

24 Setembro
-How I Met Your Mother
-2 Broke Girls

11 Setembro
-Go On
-Sons of Anarchy

13 Setembro
-Glee

25 Setembro
-New Girl

26 Setembro
-The Middle

27 Setembro
-The Big Bang Theory

30 Setembro
-Once Upon a Time

3 Outubro
-Supernatural


8 Outubro
-Gossip Girl

10 Outubro
-Arrow

11 Outubro
-The Vampire Diaries
-Beauty and the Beast

17 Outubro
-American Horror Story; Asylum

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Good news!!!!

sons of anarchy.

Aquele momento fantástico em que nem o sono me consegue impedir de continuar a ver Sons of Anarchy.
Yup, é oficial, estou viciada na série e a minha sorte é que a quinta temporada começa para a semana.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

stella, all time low


3 pm on my feet and staggering
Through misplaced words and a sinking feeling
I got carried away
Sick, Sick of sleeping on the floor
Another night another score
I'm jaded, bottles breaking
You're only happy when I'm wasted
I point my finger but I just can't place it
Feels like I'm falling in love
When I'm falling to the bathroom floor
I remember how you tasted
I've had you so many times- lets face it
Feels like I'm falling in love alone
Stella would you take me home?
Stella would you take me home?
2 am I'm on a blackout binge again
You know I don't need sleep
And I lost my keys,
But I've got so many friends
And they keep, keep me coming back for more
Another night another score
I'm faded, bottles breaking
You're only happy when I'm wasted
I point my finger but I just can't place it
Feels like I'm falling in love
When I'm falling to the bathroom floor
I remember how you tasted
I've had you so many times- lets face it
Feels like I'm falling in love alone
Stella would you take me home?
One more reason I should never have met you
Just another reason I could never forget you
Down we go, the rooms spinning outta control
Lose yourself in a chemical moment
The night life's taking it's toll
That's just the way it goes
Come on, Stella would you take me home?
You're only happy when I'm wasted
I point my finger but I just can't place it
Feels like I'm falling in love alone
Stella would you take me home?
You're only happy when I'm wasted
I point my finger but I just can't place it
Feels like I'm falling in love
When I'm falling to the bathroom floor
I remember how you tasted
I've had you so many times- lets face it
Feels like I'm falling in love alone
Stella would you take me home?
You're only happy when I'm wasted
I point my finger but I just can't place it
Feels like I'm falling in love
When I'm falling to the bathroom floor
I remember how you tasted
I've had you so many times- lets face it
Feels like I'm falling in love alone

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Dizer o que sinto e que me tem magoado estes anos todos e ao mesmo tempo irá magoar pessoas que amo ou ... ficar simplesmente calada?

domingo, 2 de setembro de 2012