domingo, 14 de outubro de 2012

book #144 - a viagem do caminheiro da alvorada

Pouco há a dizer sobre este livro. A minha opinião em relação à escrita de C.S. Lewis mantêm-se, uma vez que não há diferença entre os livros anteriores.
E quanto á história, bem, do que me lembro do filme (é dificil de me lembrar muito bem do filme, uma vez que passava mais tempo a babar-me para o senhor Barnes do que outra coisa), a história está bastante fiel.
Continuo a adorar o tom que o autor utiliza. Quase que nos faz lembrar aqueles velhos sábios sentados em frente a uma fogueira a contar uma história.
Sei que muitos autores recriminaram a passagem em que ele fala do porquê de a Susan estar ausente neste livro, mas sinceramente, não vejo qual seja o problema disso ... antigamente era assim que as pessoas tratavam as mulheres. As jovens eram, de certa maneira, um meio que os pais usavam para alcançar um estatuto elevado na sociedade, através de um bom casamento.
Tirando isso, pouco há a acrescentar em relação a este livros.

Sinopse;
Escrito em 1952, "A Viagem do Caminheiro da Alvorada" é o quinto volume das Crónicas de Nárnia. Neste livro, Lucy e Edmund vão passar umas férias a casa de um primo insuportavelmente 'certinho'. Mas subitamente, enquanto discutem em frente a um quadro da tia Alberta são os três transportados por artes mágicas para Nárnia; mais exactamente para o mar alto, onde reencontram o príncipe Caspian e são recolhidos pelo seu barco: o Caminheiro da Alvorada. Equiparado a J. R. Tolkien e Roald Dahl, C.S. Lewis conta-nos aqui mais uma história magnífica, que a um tempo lembra "A História Interminável", de Michael Ende, a "Alice no País das Maravilhas", de Lewis Carroll, e a "Odisseia", de Homero. Do primeiro título tem o encanto e a melancolia, do segundo o enredo intrigante, e do terceiro o gozo puro da aventura.

Sem comentários: