quarta-feira, 31 de outubro de 2012

book #145 - silêncio

Ao ler este livro, aos poucos e poucos, ia sentindo que era aquilo a que uma pessoa chama de "palha", porque inicialmente o livro centra-se na luta da Nora para se lembrar o que lhe aconteceu nos cinco meses anteriores.
No final de "Crescendo" ela é raptada e "Silêncio" começa quando ela é encontrada, sem memória dos últimos cinco meses.
Passamos metade do livro sem receber informação nova e isso acaba por se tornar chato. Na minha opinião, o livro começa a tornar-se interessante quando ela, finalmente, se lembra de tudo. Resumindo, quando o leitor começa a receber novas informações.
Sinceramente, o suspence a que os livros anteriores nos habituaram desaparece, mas nem por isso este livro deixa de ser interessante.
Apesar de considerar metade do livro "palha", essa "palha" é necessária para o desenrolar da história. Pode parecer contraditório, mas não há outra maneira de o explicar.
E continuo com a sensação que a personagem Patch é uma autêntica fachada. Não sei se é essa a intenção da autora, mas cada vez mais fico com a impressão que a qualquer momento ele se pode virar contra a Nora e ser, na realidade, o mau da fita.
Enfim ... resta esperar pelo último livro da saga para descobrir.

Sinopse;
Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe. Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida. A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo.

Sem comentários: